Projeto Incentivo Industrial da Serra Gaúcha forma primeira parceria entre fornecedores locais

Por Admin APL MMeA 15/09/2017

ASSOCIAÇÃO PRODUTIVA

Projeto Incentivo Industrial da Serra Gaúcha forma primeira parceria entre fornecedores locais

 

Três empresas de Caxias do Sul estão sendo capacitadas a produzir sistema de transmissão para veículo elétrico da Tramontina

 

O “Projeto Incentivo Industrial da Serra Gaúcha” efetivou a primeira parceria entre empresas locais para produzir em conjunto produtos para a indústria. Três empresas caxienses do setor metalmecânico e automotivo integram o projeto para fornecimento do sistema de transmissão para o veículo elétrico da Tramontina.

 

O protocolo de intenções entre a Tramontina, de Carlos Barbosa (RS) - no projeto denominada empresa-âncora - e as fornecedoras MCM Indústria e Comércio de Engrenagens e Transmissões, a Cardan Sistemas de Transmissão e Freios e a Rezler Chavetas, foi assinado durante o Café Produtivo do Arranjo Produtivo Local Metalmecânico e Automotivo da Serra Gaúcha (APLMMeA), no dia 13 de setembro.

 

Desenvolvido pelo APLMMeA, o “Projeto Incentivo Industrial da Serra Gaúcha” incentiva a fabricação local de produtos que hoje são adquiridos fora do Estado. O foco é a atuação em parceria, a partir da constituição de clusters (grupos) entre empresas da área de abrangência geográfica do APL para fortalecer a fabricação de produtos no Rio Grande do Sul em vez de adquiri-los fora do Estado ou do Brasil. Por meio da agregação de valor, tendo em vista a inovação, a qualificação e o desenvolvimento de produtos, a ideia de atuação coletiva visa reduzir essa dependência por fornecedores de componentes de outras regiões do país ou do Exterior.

 

Além disso, com a produção feita em território gaúcho, diminuem os custos com logística, estoques e demais demandas, aumentando o lucro da fabricante, da empresa-âncora e também do Estado, pois a tributação será aqui recolhida, gerando empregos e ampliando a possibilidade de consumo e de movimentação da economia local.

 

É um Projeto Prioritário apoiado pelo Programa de Fortalecimento das Cadeias e Arranjos Produtivos Locais, com recursos do Banco Mundial, através da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

 

Mauro Costa, gerente do Projeto, destaca que a partir da assinatura do Protocolo de Intenções entre esse primeiro grupo serão realizadas as demais etapas, que visam a capacitar os candidatos a fornecedores para atender a grandes organizações. “O projeto vai possibilitar novas formas de associação produtiva, com empresas fornecedoras mais capacitadas, inovadoras e competitivas”, observa.

 

Costa explica que todas as empresas selecionadas como fornecedoras recebem capacitação em diversas áreas, como de Análise de viabilidade técnica, comercial e econômica; Análise técnica e de mercado; Análise de custos; Análise e mapeamento de mercado; Desenvolvimento do produto por meio de workshops e treinamentos; além de Desenvolvimento do processo e Plano de negócio e comercialização.

 

A formação desse novo modelo de negócio – que agrupa empresas de diferentes setores, mesmo que concorrentes, para formar uma cadeia e entregar um produto completo – tem como referência iniciativas exitosas de países desenvolvidos, como Itália, França, Bélgica e Noruega. Muitos empreendimentos dessas nações apostaram na cooperação para fortalecer e ampliar mercado.

 

Lançado no ano passado, o “Projeto de Incentivo Industrial Serra Gaúcha” selecionou empresas que vão se juntar para atender à indústria dos segmentos automotivo; máquinas e equipamentos; agronegócio; e energia, petróleo e gás.

 

Assinaram o Protocolo de Intenções no dia 13 de setembro: presidente do APLMMeA, Oscar de Azevedo, diretores da Tramontina Odair Borsoi e Nestor Giordani, e os  candidatos a fornecedores, diretor da MCM Indústria e Comércio de Engrenagens e Transmissões Ltda, Ivandro Mariani, diretor da Cardan Sistemas de Transmissão e Freios Ltda, Ari Serafim e o diretor da Rezler Chavetas Ltda, Ubiratã Rezler.

 

 

O Café Produtivo do Arranjo Produtivo Local Metalmecânico e Automotivo da Serra Gaúcha (APLMMeA) do mês de setembro teve palestra do administrador de empresas   Geraldo Sorgetz, que falou sobre “O que leva as empresas a tomarem recursos de terceiros e financiar impostos”.  

 

O evento é realizado mensalmente.

 

 

Mais informações no APLMMeA.